DIY: aprenda a florir o seu picnic


Data: 12 setembro - 2017

Meu amor por flores começou cedo e aos poucos eu fui trazendo para minha vida profissional. Hoje trabalho ao ar livre e além de escolher locais perto das árvores e flores mais encantadoras, eu também adoro “florir” cada cantinho dos meus encontros.

Tenho a alegria de poder passar uma boa parte do meu tempo pensando em como decorar espaços ao ar livre.

Este post é para dividir com vocês um pouquinho desse prazer do trabalho com flores nas festas. As dicas não valem apenas para seus picnics.

Também servem para você também se inspirar e criar um buquê para alegrar um jantar especial, dar vida a sua mesa de trabalho, presentear aquela amiga.

Uma das coisas que aprendi ao decorrer desses anos foi que essas florzinhas precisam combinar com o dono da festa e seus convidados, tem que estar em “sintonia” com o evento. E como eu costumo acertar nessa combinação, as festas têm a personalidade do aniversariante. <3

 

Mas, calma, essa já é a primeira das nossas 5 dicas para você começar a florir seu picnic. confira:

 

Dica 1- Busque a sintonia perfeita:

Você já reparou que flores podem influenciar as suas emoções? Não? Então feche os olhos e pense em um girassol, ou um campo de girassóis lindos, amarelos. Depois, abra os olhos, mude a paisagem, e pense em um buquê de rosas brancas e seu perfume.

Consegue sentir como algo muda na sua energia? Pois essa mudança tem muito significado. Para escolher as flores da sua festa, sintonize no clima desse evento, das pessoas que estarão nele, da ocasião.

Estas flores, por exemplo, foram destaque na decor de festa de uma menina linda que se chama Violeta. 🙂

Reparou como o amarelo reduz a seriedade das violetas roxas?

Então dedique um tempinho para pensar antes de comprar. Se desejar enfeitar algum local, pense nas emoções que você desejar trazer para aquele espaço. Muitas vezes você só chega nessa emoção quando combina dois ou mais tipos de flores com cores diferentes.

Algumas sugestões:

Girassóis para festas mais alegres, solares, para festas de meninos, para transmitir energia, vitalidade

Rosas para eventos mais sutis ou românticos, lembra leveza, maciez, romantismo

Lirios e orquídias para criar um clima mais sofisticado, mais formal, festas de adultos

Gérberas são muito versáteis, servem para crianças e adultos, o que pesa mais aqui são as cores escolhidas. Cores mais claras suavizam o evento, as mais fortes dão energia.

Margaridas são perfeitas para festinhas infantis, especialmente as mini margaridas que passam a alegria infantil e funcionam para meninos e meninas

Dica 2: Escolha as cores:

As cores alteram nossas emoções e percepções sobre situações, ambientes e objetos. Há muitos estudos sobre a influência delas nas nossas emoções. As combinações florais e de tons da festa seguem a mesma lógica.

Vermelho: Entusiasmo, impacto, força, energia, amor e liderança.

Laranja: Emotividade, sensação de bem estar, alegria, vitalidade, energia, criatividade, equilibrio, entusiasmo e diversão.

Amarelo: Conhecimento, atenção, otimismo, alegria, felicidade, idealismo.

Azul: Calma, tranquilidade, clareza, credibilidade, confiança, harmonia, reflexão e contemplação.

Verde: Bem-estar, tranquilidade, descanso, serenidade, ciúme e inteligência.

Roxo: Espiritualidade, realeza, otimismo, sabedoria, calmante e misteriosa.

Branco: Calma, equilíbrio, sutileza, neutralidade, respeito e formalidade

 

 

 

 

 

A dica aqui é começar criando uma paleta básica com cores que você quer no espaço. Se a festa tiver cores mais neutras (branco

, bege, palha, marrom, fibras naturais, bambu), você pode usar flores nos tons que desejar.

As minhas combinações preferidas são:

azul + amarelo

rosa bebê + branco

rosa bebê + laranja

vermelho + rosa pink + laranja

verde + vermelho

vermelho + amarelo + laranja

branco + azul

verde floresta + verde claro + laranja

amarelo + vermelho

Ainda em dúvida sobre a cor que orna melhor com a sua decor?

Então escolha arranjos com flores brancas! Branco é a mistura de todas as cores e combina sempre com tudo.

Dica 3: Descubra de onde vieram suas flores

Flores trazem com elas sua história. Nós compramos no Cadeg (Mercado Municipal do Rio de Janeiro) e toda semana vamos escolher pessoalmente as flores dos eventos. Normalmente nas quintas ou sextas-feiras bem cedinho, 5h, 6h da manhã. O mais legal dessa rotina semanal é poder conversar com os produtores que trazem suas flores diretamente das cidades da Serra Fluminense e também de regiões mineiras e de São Paulo.

 

Batemos papo sobre a produção, a influência das chuvas, as mudanças de temperatura. Basta reparar nas estações do ano para sentir que as flores disponíveis mudam, algumas são mais adeptas de frio, outras de sol e calor e os preços oscilam bastante.

Sabemos que essa é a fonte de renda dessas famílias e é muito legal ver como a maioria deles gosta mesmo do que faz. Mãos calejadas, pouco sono e muito trabalho para trazer essas lindezas até as nossas vidas. Valorizar tudo isso faz diferença? Sim, faz! Olhe para elas com outro olhar. E nessas conversas conheça mais sobre a conservação de flores, o plantio, e até mesmo sobre as combinações mais interessantes para o seu arranjo.

Dica 4: Escolha os vasos

Onde acomodar as flores? A forma mais simples é colocar em vasos com água. Corte o caule de forma transversal usando uma tesoura afiada, de preferência de jardinagem.

Não se preocupe em colocar produto algum na água, apenas a mantenha limpa, sem restos de folhas para que essa decomposição não acelere a morte das flores. Então, tire as folhas de toda a parte do caule que fica em contato com a água.

Os recipientes podem ser de vidro transparente, colorido, rústico ou de metal, o importante é criar harmonia entre os tipos de flores, e suas alturas. Isso faz toda a diferença.

Vasos baixos com flores mais curtas. Vasos altos com caules mais longos.

Coloque vasos altos e baixos próximos com flores diferentes em cada um para criar uma composição.

 

Dica 5: Reutilize + resignifique

Quando nossas festas acabam, faço questão de oferecer flores para os convidados ou para quem estiver por lá. Sempre tem algum louco por flores, como eu, que abre um sorriso enorme, abraça o buquê e o leva para enfeitar a casa.

É uma forma de valorizar a natureza e também o trabalho de quem cultivou, escolheu, decorou. Outra coisa que às vezes faço é algo bem feminino e sutil. Quando minhas florzinhas estão murchando em casa, fervo água e faço um chá com as pétalas. Essa água perfumada e quente serve para escalda-pés por exemplo: basta colocar nela um pouquinho de sal grosso e deixar os pés descansarem nessa energia linda.

Então, ficou inspirada a florir a sua vida? 

Espero que sim. Conte para a gente quando fizer um arranjo de flores? Vamos adorar saber como foi o processo e tirar dúvidas, opinar. 🙂

Para saber mais, mande um email para a gente e também fique ligada nesses links que super podem ajudar!

Cadeg: http://www.cadeg.com.br
Blogs: https://www.floreseflores.com.br // http://blog.giulianaflores.com.br // http://revistacasaejardim.globo.com

Floristas que a gente ama: http://www.varandaflores.com // https://www.studiolily.com.br // http://www.abeladodia.com //